terça-feira, 4 de outubro de 2016

7 armadilhas que te levam à traição


Poucas pessoas casam pensando em trair a outra, é claro que existem os maus-caracteres, que normalmente já traem antes mesmo de casar, mas, na sua maioria, os casais se comprometem à fidelidade, pelo menos no início do relacionamento. Até que chegam as fases difíceis, quando a lua de mel acaba, a novidade já não é mais novidade e a atenção exclusiva e o carinho demasiado se tornam coisas do passado.
Há muito trabalho, ele precisa pagar as contas, ela não tem mais tempo para ele porque tem que estudar, trabalhar e cuidar da casa, o que gera frustração, porque ele geralmente não a ajuda nisso. Daí vem os filhos, que tomam o pouco de tempo que o casal tem no fim do dia. Ela não se cuida mais para ele, ele não a ouve mais, as contas estão aumentando, parentes ficam se intrometendo, o vídeo game se torna o escape para ele e, para ela, um inimigo do lar.
Pronto, o cenário para uma futura traição está posto. Agora só falta uma terceira pessoa.
Preste atenção nas seguintes armadilhas que muitos que traíram seus cônjuges caíram sem se dar conta, até que era tarde demais:

  • Olhares que te intrigam, mas não constrangem. Esse é um dos primeiros sinais de que tem alguém interessado em você. Essa pessoa olha para você com muito frequência, ela parece te admirar de longe, ver todos os seus passos, prestar atenção em você no meio da multidão de outras pessoas ao redor. Isso pode até constranger no início, mas, depois, começa a te intrigar. Você está chamando a atenção de uma outra pessoa do sexo oposto, algo que não acontece mais no seu casamento, portanto, você no mínimo se sente lisonjeada.

  • Elogios a sua aparência e performance. Depois dos olhares, vêm os “elogios-abre-caminho”. Aquela pessoa consegue ver em você o que o seu parceiro não vê ou talvez nem repara mais. O seu novo corte de cabelo, o seu sorriso contagioso, a sua nova blusa, o jeito que você fala, o quanto você é boa no que faz etc. E isso te faz sentir especial, admirada e querida novamente… faz tempo que você não se sente assim, aliás, em casa você sente totalmente o oposto…

  • Conversinhas para estar sempre presente. E vocês começam a conversar muito mais que antes, que era só no trabalho ou na rua, agora é depois do trabalho, é no fim do dia, nos fins de semana, e por sempre te fazer sentir tão bem, você não vê “nada de errado com isso”, mas, ao mesmo tempo, mantém as conversas em segredo, afinal, você não quer que ninguém tenha a ideia “errada” sobre vocês. Maaass… no fundo, você não para de pensar nessa pessoa, na próxima vez que vocês vão se ver, em como seria se você tivesse casado com ela em vez de ter casado com o parceiro “sem-noção” ao seu lado.

  • Muita coisa em comum com você. Quanto mais você pensa na possibilidade de vocês terem nascido um por outro, mais a ideia faz sentido. Vocês tem tanta coisa em comum que fica difícil não cogitar que essa pessoa seria mais “certa” para você do que o seu cônjuge. E você começa a questionar “será que não é com ele que eu serei feliz?”

  • Tratamento diferente de todas as outras pessoas. Toda vez que vocês se encontram, a forma como ele te trata, a gentileza e a cordialidade dele simplesmente te encantam. Ele é gentil e atencioso, sempre compreensivo com você, um verdadeiro gentleman, e ele não é assim com todo mundo, é só com você, o que te faz sentir a mulher mais linda do mundo. E é aí que você começa a compará-lo com o brucutu do seu marido e a frustração só aumenta entre vocês. E claro, você começa a desprezar o seu cônjuge, a se cansar dele, a não fazer mais questão de sua atenção.

  • Curte tudo que você posta e, de vez em quando, para não ficar tão óbvio, deixa comentário. Agora você posta tudo pensando nele e ele, como um bom seguidor, curte tudo que você posta. Ele é discreto, mas às vezes deixa aparecer o que sente por você e suas palavras te deixam pensando por dias, ou semanas. Você quer decifrar tudo que ele falou, e como ele falou, e porque ele falou… e quando você chega a conclusão de que é um fato, ele está apaixonado por você, você já está apaixonada por ele há muito mais tempo.

  • Fala de você para suas amigas para que elas falem para você. E para comprovar tudo que você sente, as suas amigas começam a falar o mesmo, de como ele só fala em você, de como ele olha diferente para você, de como ele fez um comentário sobre você. No fundo, ele fez isso porque queria que chegasse aos seus ouvidos, mas você nem liga para o óbvio. É ele, ele é o homem que você tanto procurou a vida inteira. Como seria beijar a sua boca? Como seria passar uma noite ao seu lado?

E pronto, você já traiu o seu cônjuge e não sabe. O dia em que vocês chegam a dormir juntos ou pelo menos beijar é só a ponta do iceberg.

Amiga, saiba que isso tudo é uma ilusão e, se você não parar com isso a tempo, você se arrependerá do que fez para o resto de sua vida. Enquanto você repara no homem que não é o seu marido, você deixa de cuidar do seu marido, de olhar para ele, de enxergar suas qualidades e fazê-lo feliz – como é que você quer receber dele o que você não dá?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

;