quarta-feira, 24 de abril de 2013

Namoro Cristão, Brigas........



Algumas pessoas acham que meu namoro (na verdade, noivado) com a Joyce é perfeito. Sem discussões, sem brigas, sem cara torta… “Você fala sobre relacionamentos! Vocês devem ser perfeitos!” Pra sua surpresa, não! Não somos o 0,000000001% dos casais que não tem discussões. E dificilmente você encontrará um casal que não tenha alguma discussão em algum momento. Como assim??? Discutir é normal? Primeiro, vamos esclarecer o que é discutir. Segundo o dicionário:
Discutir v.t. e v.i. Examinar, investigar, atendendo às provas e razões pró e contra. / Questionar, contestar: discutir ordens superiores. / Tomar parte em uma discussão. /  Trocar ideias sobre um assunto.
Identifico esta última definição como a que mais se encaixa com relacionamentos: “Trocar ideias sobre um assunto.” Se eu gosto de alguma coisa que a Joyce não gosta, entramos em uma discussão, ou seja, uma troca de idéias. Cada um coloca seu ponto de vista a respeito daquilo à procura de mostrar ao outro suas razões. Eu acho que uma discussão (troca de idéias) é muito saudável. Isso ajuda a conhecer melhor um ao outro. Cada um expõe seu ponto de vista.
Uma discussão administrada por um casal novo pode potencialmente evoluir para uma briga porque permitem que as emoções (“eu estou certo e você não.”) falem mais alto que a razão.
Briga é um estágio acima de discussão porque sai da razão, entra na emoção e envolve farpas trocadas. Eleva-se o tom de voz, o semblante muda e palavras duras são ditas. Por mais que no fundo, um não queira machucar o outro, a emoção toma conta dos dois fazendo-os falar coisas que em sã consciência não falariam. O que sobra são corações machucados.
Creio que o orgulho próprio é o combustível das brigas. É o “querer defender meu peixe” acima de qualquer coisa ou pessoa. No início do meu relacionamento com a Joyce, nos desentendíamos com mais frequência. Isso por 2 simples motivos:
1- Ninguém é perfeito
2- Somos pessoas diferentes
Após o período da paixão, descobrimos que nosso cônjuge tem manias e falhas que nos irritam. Agora pense comigo: A outra pessoa nasceu numa casa diferente da sua, criado de forma diferente, por pessoas diferentes, em um meio diferente, o sexo é diferente do seu, logo a sua maneira de pensar é DIFERENTE. Com tantas diferenças, você acha que não haverão desentendimentos? Claro! E devido a falta de maturidade do casal, esses desentendimentos muitas vezes transformam-se em brigas.então não vou me alongar muito no assunto “briga”, mas quero que você atente para o seguinte:
Seu cônjuge tem falhas e você também. No entanto, vocês não devem jogar essas falhas um na cara do outro e sim ajudar a vencê-las!
Em um relacionamento não pode existir “fogo amigo”.  Fogo amigo é uma expressão utilizada militarmente no quando um aliado ataca um aliado, ou seja, é como fazer um “gol contra”.
Fuja do fogo amigo em seu relacionamento. Reconheçam que ambos são falhos e ajudem-se a vencer as dificuldades. Prevaleçam juntos!
Entenda que seu cônjuge é falho e ajude-o a vencer suas limitações. Isso dará a vocês um maior conhecimento entre vocês, maturidade e força para continuar juntos. Isso tem que ser um trabalho em equipe, um ajudando o outro. Existe a parte onde você precisa reconhecer seu erro e agradecer pela correção que no momento não será agradável, mas que irá gerar frutos para o casal.
Espero que essas palavra ajudem um pouco,
Deus abençoe.
comente!
seu comentário é muito importante para nos, 

7 comentários:

  1. Excelente matéria, me ajudou muito!

    ResponderExcluir
  2. gostaria de uma ajuda, eu e meu namorado discutimos muito e sempre pelo mesmo motivo. ciumes. ele cobra muito de mim, exclui pessoas da minha vida para agradar á ele. o que devemos fazer, como casal?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Colocar Deus em primeiro lugar, e um se por no lugar do outro antes de fazer algo!

      Excluir
  3. gostaria de uma ajuda, eu e meu namorado discutimos muito e sempre pelo mesmo motivo. ciumes. ele cobra muito de mim, exclui pessoas da minha vida para agradar á ele. o que devemos fazer, como casal?

    ResponderExcluir
  4. Muito boa a matéria amei, estava precisando disso

    ResponderExcluir
  5. Muito boa a matéria amei, estava precisando disso

    ResponderExcluir

;